IT Leaders 2016: os sinais que este é o fim da TI que você conhecia

serv4

De todos os anos em que a Computerworld realizou seu estudo anual com CIOs para gerar o ranking de IT Leaders (este é o 16o ano), 2016 sem dúvida foi o mais desafiador. Crise econômica, impeachment presidencial, Lava Jato…

Em um ano conturbado, homens e mulheres líderes de TI das grandes e médias empresas brasileiras tiveram que trabalhar novamente em “modo malabarista”. Os desafios impostos pelo momento econômico complicado fizeram de 2016 o ano em que menos CIOs (48%) tiveram orçamentos de TI maiores que os do ano anterior.

De outro lado, CIOs também perderam o sono preocupados em contratar, treinar e reter profissionais para suas equipes e capacitá-los com as novas competências exigidas pelos novos modelos da TI.

Múltiplas faces, múltiplos protagonistas

Eles perdem o sono porque sabem que a tal da Transformação Digital é um “bicho” de múltiplas faces, como diz a vice-presidente sênior de pesquisas da IDC, Meredith Whalen, no estudo sobre Maturidade Digital (Your Digital Maturity – Where Your Organization Needs To Be, Now).

A Transformação Digital não se limita apenas a questões tecnológicas. Ela envolve transformação da liderança, da força de trabalho, do modelo operacional, do uso das informações e da jornada do consumidor.

É esse conjunto que nos leva a uma nova economia na qual, segundo Meredith, 65% das grandes corporações serão empresas de informação; 25% dos fabricantes vão gerar mais da metade de sua receita com a venda de serviços digitais e não de bens físicos; e 80% das organizações estarão atendendo 1 mil vezes mais clientes do que hoje em múltiplos canais digitais.

A TI está na base da Transformação Digital, mas a inovação tem novos aceleradores – entre eles a Internet das Coisas (IoT), a computação cognitiva e a inteligência artificial; a impressão 3D; a realidade aumentada e a robótica – que exigem competências muito diferentes das tradicionais e um mix de protagonistas que inclui obrigatoriamente os líderes das linhas de negócio.

O estudo IT Leaders de 2016 mostra que, embora 62% dos CIOs controlem todas as etapas de compra de TI, a TI não é a dona da inovação. 52% dos entrevistados dizem que as áreas de negócios são as principais fontes de inovação das empresas e metade dos CIOs compartilha com negócios a liderança dos processos de inovação corporativa.

A edição especial impressa da Computerworld com a lista dos 100 IT Leaders de 2016 começa a circular no dia 18 de novembro. No dia 17, em um evento especial realizado pela Computerworld, com patrocínio da Embratel, Locaweb, Totvs, Uber e Avanxo, vamos revelar todos os participantes da lista dos 100 maiores, premiar os melhores IT Leaders em 17 diferentes categorias e descobrir quem é o CIO número 1 de 2016. Após o evento, entra no ar a área especial online com todos os detalhes.

No site www.itleaders.com.br você vê a lista dos 51 finalistas das 17 categorias.

Fonte: Computerworld